Roteiro de Conceito Elevado: O Estranho e Curioso Método de Hollywood #04

9 de junho de 2020

Roteiro de Conceito Elevado

Tudo que envolve Hollywood desperta interesse em todos nós, seja pelo glamour e celebridades, ou pelo lado da criação e desenvolvimento dos filmes. Esse segundo, com certeza é o que mais me atrai.

Produzir uma quantidade massiva de filmes deve ser um trabalho e tanto. Muitas vezes conseguimos ver padrões, como se eles soubessem o que precisam dar ao público para ter sucesso.

Estamos cansados de ver filmes de duplas policiais “badass” e engraçadas, e também de filmes de herói que descobrem seus poderes através da sua força interior.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

É amigos… Hollywood também é carregada de clichês.

Junto com a arte de produzir filmes, ela é uma empresa e precisa ter lucro, portanto, a porcentagem de risco que corre é controlada.

Temos que admitir que filmes clichês também são legais, é bom de vez em quando sentar no sofá e assistir um filme â€œsessão da tarde”.

Conhecendo o Roteiro de Conceito Elevado

Estou lendo um livro chamado “Ideias que Colam”, de Chip Heath e Dan Heath, e me foi apresentado esse método de “Roteiro de Conceito Elevado”.

Esse tipo de roteiro segue basicamente um caminho de analogias.

Analogias são definidas no dicionário como:

1.Semelhança entre coisas ou ações diferentes; correspondência.

2.Em que há ou pode haver uma análise comparativa; comparação.

Analogias são confundidas com metáforas, que possuem certa semelhança, por exemplo:

Metáfora

– Eu possuo nervos de aço.

– Minha mãe é uma leoa.

Analogia

– Meus nervos são como o aço, quanto mais sou pressionado, mais duro eu fico.

– Minha mãe é como uma leoa, protege seus filhos com toda vontade.

Em Hollywood isso é utilizado de forma muito curiosa.

Como?

Os roteiristasreciclam as ideias dos outros filmes.

Ué, mas como assim?

Eles pegam filmes de sucesso e usam o conceito que mais o define, e adicionam fatores novos a ele, criando o tema da nova produção.

Explicando por exemplos vocês vão entender melhor.

Velocidade Máxima era â€œDuro de Matar em um Ônibus”.

Velocidade Máxima pegou o filme Duro de Matar e usou o seu conceito principal, que é o de um policial “durão” que tenta “salvar o dia”.

A fórmula de Duro de Matar deu tão certo que foram 5 filmes da franquia, mas enquanto o primeiro de 1988 virou um clássico, o último de 2013 ninguém se lembra, apesar de comercialmente ter sido um sucesso. Orçado em 92 milhões de dólares, arrecadou 304 milhões nos cinemas.

E pelo visto, se continuar dando resultado, teremos filmes com a fórmula de Duro de Matar sendo produzidos por muito tempo.

Alien era “Tubarão em uma nave espacial”.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Contextualizando, Tubarão se tornou um clássico, a premissa era de um tubarão branco gigante atacando banhistas na praia.

Sua fórmula foi repetida dezenas de vezes, mas poucos sabem que foi um dos filmes com mais problemas de produção da história, se você pesquisar um pouco, sentirá, no mínimo, pena do diretor Steven Spielberg.

O filme orçado em 4 milhões, estourou o orçamento chegando a 9 milhões.

Lançado em 1975, Tubarão foi um filme avançado para a época, pois exigia efeitos especiais e a construção de tubarões mecânicos, que deram vários problemas, principalmente pelas gravações na água.

Em 1993, Steven repetiu a dose com mais eficiência, desenvolvendo os incríveis dinossauros mecânicos de Jurassic Park.

Alien foi um filme lançado em 1979, com a premissa inicial de fazer algo no espaço com alienígenas, tal como Star Wars, que lançou seu primeiro filme em 1977.

Star Wars tinham cenas elaboradas com naves espaciais e alienígenas, mas quando Alien coloca o seu conceito como o “Tubarão em uma nave espacial”, tudo muda.

O que a produção de Alien focou a partir daí, foi menos nas naves, e mais no Alien.

Substituam Tubarão por Alien, e os banhistas por tripulantes. O conceito do filme está pronto.

Alien acabou ganhando o Oscar por melhores efeitos visuais.

Hollywood já gastou milhões em filmes com Roteiros de Conceito Elevado, e com certeza é uma fórmula que dá certo!

É claro que tudo depende de uma produção e roteiro de qualidade, mas a introdução deste conceito e como ele pode mudar toda a ideia inicial do filme é o mais interessante.

Outro famoso filme, ET o extraterrestre, também dirigido por Steven Spielberg, não se utiliza do Roteiro de Conceito Elevado, e é construído como “Alienígena perdido fica amigo de um garoto para conseguir voltar para casa”.

Ele seria definido como Roteiro Original, que é até uma das categorias de premiação do Oscar.

Percebe a diferença?

Fórmula Marvel e Padrão Globo

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Todos já devem ter ouvido falar da â€œFórmula Marvel” ou do â€œPadrão Globo”.

As duas possuem semelhança com os Roteiros de Conceito Elevado.

Podemos perceber um padrão, e isso é intencional. Por isso saem produções tão parecidas nos filmes de heróis da Marvel e nas Novelas da Globo – é aquele ditado: Time que está ganhando não se mexe.

Isso faz com que alguns padrões essenciais das produções de sucesso acabem se repetindo. E Hollywood foi provavelmente quem iniciou ou popularizou isso tudo, tornando um método usado no mundo todo.

Acredito que a repetição dessas fórmulas tira um pouco da originalidade dos filmes atuais, tornando-os bem previsíveis.

Para quem assiste muita coisa como eu, é fácil muitas vezes acertar para qual lado um filme vai caminhar.

Migração de Roteiristas

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Hollywood passa por uma crise cinematográfica, e apesar dos bons filmes no último Oscar, quem acabou ganhando foi o sul-coreano Parasita.

Parasita é um filmaço, e por ser estrangeiro, traz uma visão diferente do que a gente se acostumou nos filmes americanos, além de uma história inovadora.

E como explicamos essa crise?

Os grandes roteiristas estão preferindo migrar para as séries, onde podem desenvolver projetos próprios e ter mais autoridade sobre a história.

É algo mais livre que a produção de um filme, onde muitas vezes você é engessado pela produtora para não fugir muito do que ela quer, e é aí que está o erro.

O roteirista é quem escreve e cria, se você â€œpoda” sua criatividade, repetindo fórmulas e padrões, eles ficarão cada vez mais limitados e repetidores de histórias.

Tente criar alguns Roteiros de Conceito Elevado

Criei na minha cabeça alguns Roteiros de Conceito Elevado baseados em filmes existentes – pelo menos tentei.

Deixe nos comentários se você conseguiu pensar em algum também!

É bem divertido e fácil na verdade, consegui criar alguns em poucos minutos.

Quem sabe alguém deHollywood não me descobre?

– Nárnia é “Senhor dos Anéis com animais falantes e sem orcs”.

– Robocop é “Exterminador do Futuro policial”.

– Aquaman é “Mulher Maravilha aquática”.

– Velozes e Furiosos é “GTA da vida real”.

– Green Book é “Ray Charles com um segurança bravo”.

– Anabelle é “O Brinquedo Assassino sem facas e boneca”.

_ _ _

Comenta aí embaixo. Você acha que os filmes vêm perdendo sua originalidade?

_ _ _

Por TIAGO VALENTE.

www.linkedin.com/in/tiagovalentetheodoro/

Digita e Posta #04

Deixe seu Comentário: